Volkswagen, a maior produtora de veículos do mundo, para de desenvolver e fabricar motores a combustão

Volkswagen, a maior produtora de veículos do mundo, para de desenvolver e fabricar motores a combustão a gasolina e a diesel para focar nos carros elétricos

 

A multinacional Audi, pertencente ao Grupo Volkswagen, já havia anunciado recentemente que não iria desenvolver mais nenhum motor a combustão e que o foco da montadora será voltado em fabricação de carros elétricos. Agora, a própria alemã aderiu à ideia e o chefão da marca anunciou o fim do desenvolvimento e fabricação desse tipo de propulsor, seja a gasolina ou a diesel. Segundo a informação do Ralf Brandstätter, CEO da Volkswagen, em entrevista à Automobilwoche, a montadora alemã continuará apenas atualizando e revisando os atuais motores a combustão a gasolina e diesel de forma a torná-los mais eficientes. O motivo dessa medida é que a multinacional vai investir pesado na fabricação e produção de carros elétricos.

O executivo não disse por quanto tempo ainda contemplaremos os motores a gasolina e a diesel nos carros da Volkswagen, mas, o que tudo indica, é que eles devem permanecer pelos próximos 10 anos.

Apesar da montadora desejar que até 2030 metade das suas vendas na Europa sejam de carros totalmente elétricos, haverá a permanência dos carros com motores a combustão a gasolina e diesel, que é o caso do Golf e do Tiguan, que devem ganhar mais uma geração.

Um dos desafios da gigante Volkswagen para a implantação dos carros elétricos são os países como o Brasil, onde há pouca ação e incentivo para a adoção de veículos eletreficados. Com todo o desafio, a VW pretende lançar até 2023, no Brasil, 6 modelos de carros elétricos ou híbridos. Um deles será o Golf de oitava geração, que será lançado na versão híbrida GTE.